SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE PIRACICABA

Ações intensificadas de combate ao Aedes Aegypti reduzem pendências

13 de março de 2020 • Leandro Bollis

As ações de combate ao Aedes aegypti – mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya – estão sendo intensificadas em 2020 e já começaram a surtir efeitos positivos, com redução das pendências em 13%. O trabalho é realizado pela Prefeitura de Piracicaba, por meio de Programa Municipal de Combate ao Aedes (PMCA), ligado ao Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), da Secretaria Municipal de Saúde.

Pendências residenciais, por exemplo, são visitas mal sucedidas pelo fato de os agentes de zoonoses não encontrarem ninguém nas residências visitadas. Ou seja, muitas casas estão fechadas porque seus moradores estão trabalhando. Por conta disso, os agentes de combate de vetores, desde o inicio de março, estão visitando os imóveis em horário estendido: das 9h30 às 19h30 (de segunda a sexta-feira), com objetivo de diminuir essas pendências.

Fizemos na semana passada um teste com o novo horário de trabalho. No Nova América, bairro de classe média com pendência histórica em torno de 50%, conseguimos reduzir para 37% (13%). Acreditamos que, com o novo horário de visita, mais o poder de fiscalização, informação na mídia local e carro de som, estes índices de pendência reduzam em todo o município”, ressaltou coordenador do PMCA, Sebastião Amaral Campos, o Tom.

No bairro Nova América e adjacências foram visitados 766 imóveis entre os dias 2 e 6 de março. Desses, em 383 houve a vistoria dos agentes, 312 estavam fechados, 49 desocupados e 22 seus proprietários não permitiram a entrada dos agentes (recusa). “No período entre 17h e 19h nossas equipes conseguiram realizar o mesmo trabalho de visita com mais sucesso. Porém, ainda nota-se um número alto de recusa às visitas e de casas desocupadas”, informou Tom.

O trabalho é realizado em parceria com a Helpinsect, empresa terceirizada especializada no controle de vetores e pragas urbanas e contratada pela Secretaria Municipal de Saúde. As atividades de rotina serão intensificadas, entre elas, visitas em domicílios, entradas forçadas em imóveis fechados para retirada de criadouros, arrastões e mutirões.

Outras ações também estão sendo intensificadas no período:

– Para diminuir recusa, a equipe é composta de um fiscal do PMCA, que pode notificar o proprietário e, posteriormente, em caso de reincidência, autuar o mesmo;

– Programação diária das atividades de combate ao Aedes divulgada nos meios de comunicação do município (emissoras de rádio, sites e TVs). Dessa forma, a população fica sabendo onde os agentes estão trabalhando.

O secretário municipal de Saúde, dr. Pedro Mello, destaca que as ações de combate a dengue são realizadas constantemente pela Prefeitura ao longo de todo o ano e a população precisa ter consciência do perigo de contrair as doenças transmitidas pelo mosquito. “Portanto, a população deve colaborar com os agentes de saúde durante a ação permitindo o acesso dos mesmos nas residências. Precisamos de apoio de todos”.

‹ voltar