SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE PIRACICABA

Dia D da vacinação contra a gripe acontece neste sábado (12/05)

9 de Maio de 2018 • Romualdo Filho

Neste sábado, 12/05, para o Dia D da vacinação contra a gripe, a campanha nacional em Piracicaba vai contar com 54 equipes, distribuídas entre postos fixos (37) e volantes (17), espalhados em pontos estratégicos da cidade.

Estarão em atividade, para atender os públicos prioritários definidos pelos Ministério da Saúde (MS), 240 profissionais da Secretaria de Saúde. A vacinação vai das 8h às 17 horas.

Postos volantes e fixos que abrem neste sábado (12/05):

A vacinação dos grupos prioritários é fundamental como estratégia de prevenção e redução da ocorrência da doença, internações e óbitos.

Até o dia 02 de maio foram vacinadas 11.768, o que corresponde a 13,9% de cobertura. A meta deste ano é vacinar 90% dos grupos prioritários, que totaliza 84.600 pessoas. Ou seja, a expectativa da Secretaria de Saúde é vacinar cerca de 76.200 pessoas.

No dia 19 de maio a vacinação se intensificará na zona rural, com 5 postos fixos, 45 volantes, envolvendo 65 profissionais.

Grupos prioritários para a vacinação:
. Crianças de 6 meses a menores de 2 anos de idade;
. Crianças de 2 anos a menores de 5 anos de idade;
. Trabalhadores da saúde;
. Gestantes;
. Puérperas – até 45 dias após o parto;
. Pessoas com 60 anos ou mais de idade;
. Pessoas com comorbidades (pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais independente da idade, com apresentação de carta médica ou receita);
. Privados de Liberdade (SAP, cadeia e fundação Casa);
. Professores da rede pública e privada;

Sobre a doença:
A gripe é uma doença que pode matar, principalmente crianças, idosos e doentes crônicos; pode predispor à pneumonia e agravar outras doenças, como enfisema pulmonar.

Para o secretário de Saúde Pedro Mello, a campanha de vacinação contra a gripe é muito importante “para que a população possa se prevenir e evitar maiores complicações com a saúde, preservando assim a saúde de toda a família, principalmente nesse período do ano (outono/inverno) em que o vírus da doença está em maior circulação no país”.

A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos. Após o contato com a superfície recém-contaminada, a pessoa pode levar o agente infeccioso direto à boca, olhos e nariz.

A maioria das pessoas infectada pelo vírus influenza se recupera dentro de uma ou duas semanas, sem a necessidade de tratamento médico. No entanto, nas crianças, gestantes, puérperas, idosos e pessoas com doenças crônicas, a infecção pode levar a formas clinicamente graves, como pneumonia e morte.

‹ voltar