SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE PIRACICABA

Hospital Albert Einstein adotará mesmo modelo da Unidade de Internação 24h em unidade oncológica

8 de outubro de 2021 • Felipe Poleti

Autor: Texto: Felipe Poleti/CCS – Fotos: Justino Lucente/CCS

Na manhã de ontem, quinta-feira, 07/10, o secretário de Saúde, Filemon Silvano, recepcionou equipe técnica do Hospital Israelita Albert Einstein que veio até Piracicaba para conhecer a Unidade de Internação 24 horas instalada no anexo à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Dr. Fortunato Losso Netto, no Piracicamirim. O objetivo foi conhecer o método de construção modular utilizado nesta unidade, que servirá de molde para a construção de hospital para atendimento oncológico no município de São Paulo.

Estiveram na visita Lídio Moreira, gerente operacional do Hospital Israelita Albert Einstein, Bruno Flohlish, coordenador de manutenção do Hospital Municipal Santa Catarina (SP), Isac Ferreira Pereira, coordenador de manutenção do Hospital Municipal do M’Boi Mirim (SP), ambos gerenciados pelo Albert Einstein, além de Daniel Pollara e Paulo Marçal, arquiteto e engenheiro, respectivamente, do Grupo César, responsável pela obra feita pelo método modular.

Conforme explicou Lídio Moreira, que atua na área de gestão junto a órgãos públicos – em hospitais e unidades de pronto atendimento – do Hospital Israelita Albert Einstein, o formato da Unidade de Internação de Piracicaba será adotado na concretição de um hospital na cidade de São Paulo para expansão do atendimento oncológico – diagnósticos e tratamento – com a construção de 30 consultórios ambulatoriais.

“A visita foi exatamente para conhecer a estrutura que a Prefeitura adotou. A ideia é conhecer esta estrutura, se ela é adequada tanto no conceito técnico quanto humano, pois nós que trabalhamos com saúde, não pensamos só em uma obra ou em uma estrutura, mas em cuidar muito bem do paciente”, disse.

Secretário municipal de Saúde, Filemon Silvano, fala sobre a escolha do método modular de construção

Segundo o gerente operacional do Albert Einstein, conhecer esta nova estrutura agrega o projeto desenvolvido por eles na capital e levar esta nova tecnologia por meio da experiência que a Secretaria de Saúde de Piracicaba vem adquirindo. “Vocês também estão desbravando esta nova área e construindo coisas modernas e rápidas para atender ao que a população necessita. Não adianta fazer um projeto para daqui 15 ou 20 anos se nossa demanda é para hoje. E é isso que nós precisamos e encontramos aqui. Não queremos um hospital de campanha, precisamos de uma coisa fixa onde vamos conseguir cuidar e acolher bem a população, principalmente pela demanda de oncologia que, antes da pandemia já era crítica, agora está muito mais”, completou.

Filemon Silvano se manteve à disposição para colaborar com o Hospital Israelita Albert Einstein. “Este intercâmbio de experiências é muito positivo para nós do setor público quanto para a população. Só assim é possível desenvolver um trabalho de melhor qualidade e menor custo para a municipalidade, utilizando de forma transparente o dinheiro público. Nossa intenção é deixar o atendimento SUS em Piracicaba alinhado com o padrão que é oferecido pelo Albert Einstein”, destacou.

Ainda, para o gerente operacional do Hospital Israelita Albert Einstein, a visita atendeu as expectativas da comitiva. “Nós somos muito críticos e nossa comparação não é sempre com o serviço público, como nosso vínculo lá é com o Einstein (hospital) nós temos uma exigência que independente do público que vamos assistir, seguimos o critério de uma instituição privada e aqui nós estamos muito surpresos e felizes ao ver que vocês conseguiram isso, com um padrão de qualidade ótimo. Vocês fizeram algo que foi viável pela questão da municipalidade, rápido, já que foi construído em menos de 60 dias, e com total qualidade dentro de todas as normas de saúde e de segurança ao paciente, com acabamento e espaços adequados, além de pensar também no colaborador que tem nesta unidade ótimas condições de trabalho. Pensando em qualidade, este tipo de estrutura atende ao que nós estamos procurando, sim”, disse Lídio Moreira.

Lídio Moreira, Filemon Silvano, Paulo Marçal, Daniel Pollara, Isac Ferreira e Bruno Flohlish durante visita a unidade de internação 24h anexo a UPA Piracicamirim

Para Paulo Marçal, do Grupo Cesar, este tipo de visita é importante para esclarecer sobre o método de construção modular. “Por ser algo novo e ainda pouco difundido no Brasil, muitas pessoas se confundem ao falar que este método é de contêineres, igual aos que vemos nos portos, para transporte de carga, e não é. Apesar deste tipo de equipamento ser utilizado para abrigo, a nossa tecnologia é diferente, com módulos em diversos tamanhos, que seguem normas e padrões internacionais para atender a demanda do nosso cliente. Por isso, garantimos a qualidade e a segurança neste equipamento de saúde. Aqui em Piracicaba não foi e não é diferente. A unidade que entregamos na cidade respeita todas as normas de qualidade e segurança referentes à saúde e ficamos felizes por poder trocar experiências com entidades que são referência, como é o caso do Hospital Albert Einstein”, concluiu.

‹ voltar