SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE PIRACICABA

Neste sábado, 12/05, começa a campanha de vacinação antirrábica na zona rural

8 de Maio de 2018 • Romualdo Filho

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) começa neste sábado (12/05) a campanha de vacinação contra a raiva em cães e gatos da zona rural. A imunização será durante a semana e aos sábados, como no ano passado, e vai até o dia 14 de julho.

Algumas regiões que não apresentam mais características rurais os atendimentos serão nos postos fixos, aos sábados, e não mais com a passagem das equipes de casa em casa. Esta mudança tem como objetivo otimizar o trabalho das equipes.

A meta é vacinar cerca de 11.000 animais em toda a zona rural do município. A campanha na zona urbana está prevista para começar em setembro.

Durante a campanha de vacinação antirrábica na zona rural trabalharão três equipes formadas por vacinadores treinados. Todo material utilizado é descartável e as vacinas são individuais.

Para o CCZ é fundamental a colaboração dos proprietários de cães e gatos, prendendo seus animais previamente à visita das equipes ou levando aos postos de vacinação todos os cães em guias e conduzidos por adultos.

Para os animais mais agressivos, é obrigatório o uso da focinheira. Os gatos devem ser levados em caixas de transporte ou em sacos tipo aqueles usados para embalar cebolas, a fim de evitar fugas e possíveis acidentes com o animal, proprietário e vacinadores.

Cães e gatos, a partir dos três meses de idade podem receber a dose; animais doentes, em tratamento e debilitados deverão aguardar a recuperação e a alta do seu médico veterinário, assim como as gestantes e com crias devem esperar o desmame dos filhotes.

Se por algum motivo o animal não puder ser vacinado durante a campanha, a aplicação pode ser feita de segunda a sábado, das 8 horas às 15 horas, no próprio CCZ: rua dos Mandis, s/nº – bairro Jupiá, telefone 3427.2721 e 3427.2400. A vacinação na unidade acontece durante o ano todo.

Para o coordenador da Campanha, o médico veterinário Paulo Lara, a imunização contra a raiva é muito importante, porque a doença mata. “A transmissão é feita pelos mamíferos, principalmente morcegos, que atualmente contribuem para circulação e manutenção do vírus no município. Segundo ele, o CCZ registrou no mês de abril o primeiro caso de raiva em herbívoros neste ano, ocorrido na zona rural; dois casos de raiva em morcegos não hematófagos, na zona urbana, nos primeiros meses do ano. “O que exige atenção especial dos proprietários de animais de estimação”.

FEBRE AMARELA – Devido à preocupação da Secretaria de Saúde com o avanço da febre amarela no Estado de São Paulo, será desenvolvido simultaneamente à vacinação contra a raiva o trabalho de levantamento das áreas rurais onde vivem macacos, para saber como está a saúde desses primatas, que são os sentinelas para a doença.

As equipes do CCZ vão também informar a população sobre o risco da doença e a necessidade de comunicar ao CCZ em caso de morte ou comportamento estranho desses animais. A ação será feita em parceria com a Secretaria da Agricultura e Abastecimento (SEMA) e a Cooperativa dos Plantadores de Cana de Piracicaba (Coplacana).

‹ voltar