SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE PIRACICABA

Novembro Azul foca prevenção em saúde para os homens

31 de outubro de 2018 • Romualdo Filho

Durante a campanha Novembro Azul deste ano, a Secretaria de Saúde vai alertar os homens sobre a importância da prevenção em saúde e o diagnóstico precoce do câncer de próstata, por meio do exames de toque e do PSA. Todas as unidades de saúde da Atenção Básica vão orientar o público-alvo – homens acima de 50 anos – sobre essas questões. (Ver tabela abaixo)

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Em valores absolutos e considerando ambos os sexos é o quarto tipo mais comum e o segundo mais incidente entre os homens. Mais do que qualquer outro tipo, é considerado um câncer da terceira idade, já que cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos.

O aumento observado nas taxas de incidência no Brasil, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), pode ser parcialmente justificado pela evolução dos métodos diagnósticos (exames), pela melhoria na qualidade dos sistemas de informação do país e pelo aumento na expectativa de vida da população.

Conjuntamente, o trabalho da Secretaria de Saúde durante a campanha será fortalecer a relação do público masculino com as unidades de Atenção Básica, onde eles devem fazer consulta periódicas para monitoramento de pressão, teste glicêmico, colesterol etc, que são os principais fatores de risco para uma vida saudável.

Portanto, além do câncer de próstata, que centraliza a campanha Novembro Azul, as ações serão também para alerta sobre os principais fatores de óbito entre os homens, relacionados a acidentes e violências, transtornos mentais e comportamentais, além de doenças do aparelho digestivo, provavelmente associadas como uso de drogas, consumo de bebidas alcoólicas e de alimentos ricos em gorduras, entre outros fatores.

O olhar da rede pública de saúde deve estar voltado nesse mês ao câncer de próstata e ao diagóstico precoce, mas sem deixar de lado a prevenção em saúde”, disse o secretário de Saúde dr. Pedro Mello. “O objetivo da campanha é reforçar também a tese de que a qualidade de vida do homem adulto está diretamente relacionado ao monitoramento dos fatores de risco, como diabetes, obesidade, hipertensão, entre outros”.

Para o coordenador médico da Atenção Básica, Luís Fernando Barbosa, o cuidado com a saúde do homem deve ir muito além da preocupação com o câncer de próstata. “É preciso ampliar a campanha de diagnóstico precoce do câncer de próstata, mas envolvendo informações importantes para se ter uma vida saudável, como a prática de esportes, caminhadas, alimentação equilibrada e o monitoramento dos fatores de risco”, diz.

Segundo ele, as unidades de saúde da Atenção Básica oferecem esse apoio. “Por intermédio das unidades, os interessados podem participar de atividades físicas, como exercício em academias ao ar livre e caminhadas, ambos com monitoramento de profissionais do esporte e da saúde”, concluiu.

‹ voltar