SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE PIRACICABA

Ponto de vista

9 de Abril de 2018 •

Autoria: Erotides Gil*

21 de março

Nem bem inaugurado o tão esperado hospital regional de Piracicaba já se torna alvo de comentários que não condizem com a realidade e por isso, neste início de semana as redes sociais distribuíram informações pelas quais hospital não realizaria os anseios da população pois “atenderia poucos pacientes”.

Isso não é verdadeiro. O Plano de Trabalho elaborado pela UNICAMP seguiu as diretrizes vindas do “Projeto Assistencial do Hospital Regional” e contempla os serviços assistenciais considerados complementares e necessários ao atendimento de saúde referente aos 26 municípios componentes da Diretoria Regional de Piracicaba (DRS-X).

Isso significa que não é um pronto socorro ou uma unidade de pronto atendimento é um hospital e como tal, os pacientes que ali serão atendidos são aqueles encaminhados por outros hospitais ou pela Central de Regulação de Oferta de Saúde, o Cross, o que significa agendamento.

Esse plano no Hospital prevê ativação sequencial atingindo total de 60 leitos ativos no ano de 2018, sendo 10 de UTI-Adulto, 8 de Semi-intensivo e 42 de enfermaria clínico-cirúrgica. Assim, em março serão realizadas consultas nas especialidades otorrinolaringologia, cardiologia e anestesiologia para pré-cirúrgicos Além de exames como Início de endoscopia, ressonância, tomografia, OCT, US doppler.

Já em abril, serão realizadas internações sendo disponibilizados 8 leitos de UTI Adulto e 10 leitos de enfermaria, com médicos clínicos e intensivistas. Serão realizadas cirurgias nas especialidades Otorrinolaringologia e oftalmologia, consultas em Otorrinolaringologia, oftalmologia, ortopedia e cirurgia geral. Cardiologia e anestesiologia para pré-cirúrgicos e a partir desse mês, exames externos de endoscopia, colonoscopia, ressonância, tomografia, OCT, US doppler. Exames e procedimentos internos em lab. clínico, patologia, oftalmologia especializada, eoccardiografia, fisioterapia.

Em maio, internacões em mais 10 leitos de enfermaria e cirurgias em otorrinolaringologia e oftalmologia, ortopedia e cirurgia geral. Em junho mais 6 leitos de semi-intensivo e 25 leitos de enfermaria e a partir de julho até o final do ano, 10 leitos de UTI Adulto, 8 leitos de semi-intensivo, 42 leitos de enfermaria. Com médicos clínicos e intensivistas além das cirurgias pré programadas, consultas e todos os exames informados.

Por essa programação, neste ano serão realizadas 17.950 consultas médicas, 2.259 cirurgias e 3.960 exames complementares.

Com toda essa programação, é inadmissível alguém alardear que o hospital não vai atender a população. Vai sim e pelo SUS, isto é, sem pagamento pelos pacientes.

*Erotides Gil é Secretário de Administração do Município de Piracicaba

‹ voltar