SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE PIRACICABA

Ponto de Vista

9 de Abril de 2018 •

Autoria: Erotides Gil*

2 de abril

É sabidamente conhecida a situação caótica em que se encontram as finanças públicas em razão da profunda redução das receitas e crescimento das despesas. Piracicaba não foge à regra, pois vem amargando seguidos déficits orçamentários.

Em 2015 foram 72,3 milhões de reais, em 2016 fechou com o m déficit de 55,8 milhões e em 2017 com muito esforço do prefeito e sua equipe, conseguiu fechar ainda com o déficit de 31,2 milhões, o que significa que entrou em 2018 com 31,2 milhões de reais a menos.

Na verdade foram 41,2 milhões porque de cara pagou uma parcela de 5 milhões aos hospitais Santa Casa e Plantadores de Cana e ainda, para atender determinação judicial para manter período integral nas creches, aumentou sua despesa em mais 5 milhões, com a contratação de mais servidores da educação e acréscimo da merenda.

Isso tudo prejudica os investimentos e obras, manutenções e aquisição de novos equipamentos. A solução foi correr atrás.

No meio da semana que passou, o Prefeito Barjas Negri assinou contratos com a Caixa Econômica garantindo o repasse de 3 milhões e 500 mil reais que serão destinados à construção de 4 unidades de saúde. Esse valor decorre de emendas parlamentares e recursos do Fundo Nacional de Saúde especificamente para melhoria da rede pública.

Desse total, 500 mil serão destinados à unidade de atenção à saúde Perdizes/Santa Rita.450 mil e duzentos à unidade de atenção à saúde Gran Park/Vila Nova. 1 milhão e 870 mil a Unidade de atenção básica Parque Piracicaba e 679 mil e 800 à unidade de atenção à saúde do Água Branca.

Da mesma forma, a Patrulha Agrícola de Piracicaba, um conjunto de máquinas e equipamentos voltados ao atendimento dos produtores rurais de Piracicaba também é beneficiada com 975 mil reais para a aquisição de uma motoniveladora, um tanque para caminhão pipa e um trator. É importante lembrar que Piracicaba tem 2.500 quilômetros de estradas rurais onde foram construídas 147 pontes. A manutenção disso tem que ser permanente.

E tem mais, a Câmara de Vereadores de Piracicaba aprovou o projeto de lei do Executivo que autoriza a Prefeitura a contratar financiamento de R$ 7 milhões junto ao Banco do Brasil no Programa de Eficiência Municipal, com o objetivo de comprar máquinas e equipamentos para melhorar a prestação de serviços públicos.

O financiamento atenderá às necessidades de aquisição de novos veículos para vistoria de serviços e manutenção da iluminação pública de praças e parques, para os serviços de fiscalização da área tributária e para o transporte de pacientes e de equipes para o atendimento nas Unidades Básicas de Saúde além de equipamentos destinados a expandir a capacidade do Centro de Informática do Município, acompanhando as necessidades atuais e futuras no que diz respeito à disponibilização de maior número de serviços on-line e permitirão melhorias na Cemel (Central de Monitoramento Eletrônico), com a utilização de câmeras, DVRs, controladores de automação, identificadores de placas veiculares, entre outros.

Trata-se de uma busca incessante de novos recursos para que a máquina municipal continue funcionando cada vez melhor.

*Erotides Gil é Secretário de Administração do Município de Piracicaba

‹ voltar