SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE PIRACICABA

Prefeitura realiza 1º Encontro de Agentes Comunitários de Saúde

4 de outubro de 2018 • Romualdo Filho

O evento de hoje é a forma que encontramos de tornar pública nossa consideração e respeito pelo trabalho de todos vocês. A Atenção Básica é qualificada no dia a dia por conseguir fortalecer a relação entre a Rede Pública de Saúde com a comunidade local. Vocês, Agentes Comunitários de Saúde, são o elo mais forte dessa interação permanente”. Esta foi a síntese da fala do secretário de Saúde dr. Pedro Mello durante a abertura do Primeiro Encontro Municipal dos Agentes Comunitários de Saúde, realizado nesta manhã (04/10), no anfiteatro do Centro Cívico, em comemoração ao Dia Nacional dos Agentes Comunitários. Eles disse também que o fato de os ACSs serem selecionados nas próprias comunidades onde vão atuar possibilita essa aproximação segura com o público a ser atendido pelo SUS.

Foto: Erica Aparecida Setten Pedronetti, articuladora da Atenção Básica  junto ao DRS-10, Milton Costa, presidente do Conselho Municipal de Saúde, Barjas Negri, prefeito de Piracicaba, Dr. Pedro Mello, secretário de Saúde e Anay Ferre, coordenadora médica da Atenção Básica

O prefeito Barjas Negri recordou o processo para a constituição em todo o pais do Programa de Saúde da Família, quando foi ministro da Saúde. “É o programa mais exitoso do Ministério da Saúde. Tive atuação intensa para colocá-lo em pé. É da nossa gestão em Brasília a criação da portaria que faz a transferência de recursos federais aos municípios. Deixamos o governo com 80 mil agentes comunitários. Os governos posteriores deram sequência ao nosso trabalho e hoje contamos com mais de 200 mil ACSs. É um exército espalhado pelo país”.

Barjas Negri disse ainda que o Programa de Saúde da Família contribui imensamente para a redução da mortalidade infantil no município. “Para darmos continuidade a essa evolução tempos que ser obsessivos na melhoria do atendimento à população, porque é ela que paga os nossos salários”. De acordo como o chefe de governo, as Unidades de Saúde da Família estão sendo gradativamente melhoradas. “Aos poucos todas estarão em prédios próprios, o que possibilitará uma qualificação ainda maior dos serviços”, observou.

A coordenadora médica da Atenção Básica, Anay Ferrer, disse que todos os profissionais que conhecem a rede de saúde pública de Piracicaba e o trabalho desenvolvido junto às comunidades ficam impressionado com o tamanho e a amplitude dos serviços oferecidos. “Percebi isso em outras oportunidades e isso ficou evidente também quando eu fazia visita recentemente com os alunos da escola de Medicina Anhembi Morumbi nas USFs. A impressão que eles têm é sempre positiva. ‘Nossa como é interessante”, disseram”.

Durante o evento foi realizada uma palestra pela professora da Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP), no Departamento de Odontologia Social, Luciane Miranda Guerra, com o tema O papel do ACS e a evolução da rede de Atenção Básica no Brasil e em Piracicaba devido à atuação desses profissionais. “Poucas cidades têm essa sensibilidade para organizar um evento como este. “Este encontro é uma representação, é o significado da importância de vocês para a atual gestão pública”, enfatizou a palestrante.

Foto: Apresentação do grupo Amigas da Onça, formado por mulheres que superaram o câncer de mama

Atualmente, 264 Agentes Comunitários de Saúde (ACS) atuam junto às 52 Unidades de Saúde da Família (USF), distribuídas por todas as regiões da cidade. Ao final do encontro, foram sorteados brindes doados por colaboradores. Apoiaram o evento o Conselho Municipal de Saúde, Lions Clube Piracicaba, Associação Eu Tô na Fé, as empresa Marcel Doriguello e Rede Drogal de Farmácias.

‹ voltar